Alcione, Gal Costa, Gilberto Gil e Zeca Pagodinho saúdam mãe de santo da Bahia em disco com cânticos do candomblé e samba

“Hoje tive uma tarde gloriosa e abençoada por Deus e todos os orixás! Tive a imensa alegria de gravar uma música para Oxóssi no CD Obatalá, em homenagem à Mãe Carmen e ainda fui visitá-la no Gantois! Fui recebida com muito amor, assim como um dia estive com Mãe Menininha!”

O comentário afetuoso de Alcione nas redes sociais da cantora, para ilustrar foto tirada pela artista com a ialorixá baiana Carmen Oliveira da Silva, simboliza a fé posta por alguns dos maiores artistas da música brasileira no projeto fonográfico orquestrado por Flora Gil para saudar Mãe Carmen e registrar cânticos africanos, no idioma iorubá, com os toques de alabês, músicos atuantes nos rituais do candomblé.

O álbum se chama Obatalá – Uma homenagem a Mãe Carmen e está em processo de gravação no estúdio Ilha dos Sapos, em Salvador (BA), cidade onde se situa o célebre Terreiro do Gantois, comandado durante anos pela ialorixá Maria Escolástica da Conceição Nazaré, a Mãe Menininha (1894 – 1986), da qual Mãe Carmen é a filha caçula.

Produzido sob direção musical de Alê Siqueira com Iuri Passos, o álbum Obatalá reúne nomes como Carlinhos Brown, Daniela Mercury, Gal Costa, Gilberto Gil, Lazzo Matumbi, Margareth Menezes, Marisa Monte, Mateus Aleluia e Zeca Pagodinho, além de Alcione.

eca Pagodinho, a propósito, cantará em bom português um samba inédito composto em homenagem a Mãe Carmen por Nelson Rufino, nome também confirmado no elenco de intérpretes do álbum Obatalá.

Atual ialorixá do Terreiro do Gantois, função que passou a ocupar em outubro de 1997, Mãe Carmen está com 90 anos, completados em 28 de dezembro de 2018.

(Fonte: G1 | Blog do Mauro Ferreira)