Após quatro eliminatórias, duas delas sem torcida, a Grande Rio vai definir na madrugada de sábado para domingo. A safra de 2020 tem sido muito elogiada pela crítica e por todo o mundo do samba em geral. No próximo carnaval a escola vai homenagear Joãozinho da Gomeia, importante babalorixá que entre outros grandes feitos, e além de ser referência para as religiões de matriz africana, tem relação com terreiro em Duque de Caxias, coração da comunidade da escola.

As parcerias que estão na final, segundo a ordem de apresentação são: Marcelinho Santos, samba 08; Dinho Artigliri, samba 23; Derê, samba 20; Márcio André, samba 11 e Elias Bililico, samba 12.

Um dos carnavalescos estreantes da escola, Gabriel Haddad, elogiou as obras compostas para 2020 e revelou que a equipe de carnaval não conseguiu ainda se desprender nem dos sambas que já deixaram a disputa.

“A safra de sambas foi a melhor possível, foram sambas que emocionaram a gente muito, até alguns dos sambas que ficaram para trás na disputa, a gente ainda continua ouvindo pela qualidade. Acho que teremos uma grande dor de cabeça para escolher e o resultado será definido mesmo só depois das apresentações da final”.

Para o diretor de carnaval, Thiago Monteiro, o segredo da qualidade das obras está no enredo e na forma de disputa implementada pela Grande Rio.

“A safra é maravilhosa. Tenho certeza que isso se deu em função da qualidade do enredo entre outros fatores. Um bom enredo nos proporciona uma boa safra. Somado a uma forma de disputa esse ano que considero extremamente atrativa para os compositores e para escola porque foi uma disputa curta, pensada em todos os momentos na maneira mais justa no sentido de poder econômico. Fizemos apenas quatro eliminatórias na quadra, duas sem torcida, o Evandro (Malandro) gravou todos os sambas com um custo abaixo do valor de mercado”.

A festa que acontece na quadra da escola neste sábado vai celebrar também o aniversário da Tricolor de Caxias, contando com apresentação de segmentos da escola e coroação da rainha de bateria Paola de Oliveira.

A expectativa do início da apresentação dos sambas, segundo Thiago Monteiro, é por volta das 1h e o posterior anúncio do campeão às 3h. Cada parceria deverá utilizar oito passadas para apresentar a obra, seis com bateria e duas sem. Thiago Monteiro apresentou as qualidades que considera necessárias para um samba ser escolhido.

“Acima de tudo ele precisa estar dentro do enredo. A gente não pode esquecer que samba é julgado em função do seu enredo. O samba precisa cativar não só o componente mas todos aqueles que gostam da nossa escola, todos aqueles que acompanham o carnaval. A gente, acima de tudo, não pode esquecer que a gente escolhe um samba para ser submetido a um julgamento extremamente técnico no carnaval”.

Carnavalesco fala de recepção calorosa e início de trabalho no barracão

Gabriel Haddad e Leonardo Bora chegaram na respaldados por um ótimo carnaval em 2019 que resultou em um vice campeonato para a Cubango na Série A. Passada a estreia na Sapucaí, a dupla agora está concentrada para os novos desafios. Gabriel falou à reportagem do CARNAVALESCO sobre a recepção da dupla pela comunidade de Caxias.

“Foi uma felicidade incrível ter recebido este convite, uma felicidade incrível essa chegada na Grande Rio. Lógico, contando com grandes inspiradores como Renato Lage, Rosa Magalhães, Alexandre Louzada. Poder participar e disputar no Especial, trabalhar no mesmo espaço que eles é uma grande honra. E a escola recebeu a gente da melhor forma possível. A diretoria da escola está sempre aberta para ouvir o que a gente tem para falar, nossa opinião”.

Sobre os trabalhos, Gabriel Haddad conta que tudo está sendo bem encaminhado e de uma forma que seja possível vencer as dificuldades financeiras para o carnaval 2020.

“No barracão a gente está em fase final de protótipo, e ferro e escultura começando. Tudo tranquilo, sem correria, claro que sempre atento ao calendário. Por enquanto, sem desespero, sem problemas de barracão, mas sempre atento às datas para que nada nos surpreenda mais a frente. Até porque com esse corte geral que a prefeitura fez a gente tem que estar sempre atento a essa questão de verba”.

SERVIÇO

Final de Samba-Enredo
Data 21/09/2019
Horário: 22h30
Local: Quadra da Grande Rio – Rua Almirante Barroso, 5, Centro – Duque de Caxias

(fonte – Site Carnavalesco – https://www.carnavalesco.com.br/grande-rio-promete-final-gloriosa-neste-sabado-na-sua-melhor-safra-de-samba-enredo-de-todos-os-tempos/)