Convite permanente às manifestações artísticas, o Memorial da América Latina, conjunto arquitetônico projetado por Oscar Niemeyer, vai receber o Nômade Festival, no próximo dia 12 de outubro (sábado). O evento vem para celebrar a diversidade e compartilhar estilo e boa música, ao longo de 10 horas de programação.

Nessa grande festa ao ar livre, a música é o ponto de partida para o diálogo entre as tribos e os diversos tons de arte. O line-up celebra a diversidade musical e conta com grandes nomes da cena: desde o pop rural do duo Anavitória até o som de Arnaldo Antunes, que ultrapassa as fronteiras do pop e da linguagem mais experimental, passando pela mescla black music e soul da Liniker, suando a camisa no embalo de ritmos do pernambucano Johnny Hooker, e ainda, ousando com a africanidade pop de Luedji Luna. Entre as surpresas anunciadas, a banda Hotelo, Dre Guazelli, um dos expoentes da música eletrônica, e pocket show de Maria Gadú.

Com o patrocínio da Itaipava, Tanqueray, Privalia e Johnnie Walker, co-patrocínio da TNT e Casal Garcia e apoio da Easynvest, o Nômade trará, além dos shows exclusivos, instalações interativas que prometem surpreender o público presente, com ativações das marcas e cenários diferenciados. Serão vários locais espalhados pelo Memorial da América Latina, dando as ações das empresas envolvidas uma visibilidade num formato diferenciado, para que os interessados possam participar de todas as experiências proporcionadas.

Idealizado como um evento de caráter artístico, que traz beleza, cor e novos negócios à cidade de São Paulo, o Nômade Festival é totalmente criado e realizado pela InHaus Entretenimento.

Luiz Restiffe, um dos organizadores do Nômade e sócio da Agência InHaus, diz que o festival celebra a diversidade, através da música. E conta que o festival é a realização de um sonho. “É um importante instrumento sócio-cultural para a cidade. Movimentamos significativamente a economia e a cultura, através desse encontro entre as diferentes tribos e a arte.”

Já Juliano Libman, organizador e sócio de Restiffe na Agência InHaus, afirma que o Nômade Festival aposta no exemplo para transformar a cidade em que se vive. “O discurso do Nômade abrange questões sociais, ambientais e culturais. Nossa preocupação é deixar uma mensagem a cada edição. Desde diversidade e representatividade na escolha do line-up, passando pela questão da reutilização de materiais e produtos na montagem do evento, reciclagem de materiais, após a festa, e ainda, a inclusão de opções veganas e vegetarianas ao cardápio.

A venda de ingressos para o público em geral, será realizada através do  ticket360.com.br . As entradas custam entre R$ 110 e R$ 55.

Este projeto tem a realização da Secretaria Municipal de Cultura de Cultura de São Paulo, por meio do Programa Municipal de Apoio a Projetos Culturais – PROMAC.

Line-up:

Anavitória: Naturais de Araguaína (TO), a dupla fez sucesso na internet depois de gravar um vídeo e lançar um EP em 2015. Com um estilo que elas definem como “pop rural”, a dupla Conquistou espaço com o sucesso “Agora eu quero ir” , que fez parte da trilha sonora de Malhação. E a canção “Dengo”, que fez parte da trilha de Pega Pega. No ano de 2017, o duo recebeu seu primeiro disco de ouro. Em novembro do mesmo ano, receberam o Grammmy Latino, na categoria Melhor Canção em Língua Portuguesa com a música “Trevo (Tu)”, escrita por Ana Caetano e Tiago Iorc. A talentosa dupla lançou o longa-metragem “Ana e Vitória” (2018), inspirado em acontecimentos reais e narrativas da trajetória.

Arnaldo Antunes: A diversidade de estilos do compositor, poeta, cantor, artista visual e performer propõe uma quebra de fronteiras nos seus repertórios. Em seu novo show, Arnaldo Antunes expande o conceito do diálogo entre o rock e samba, alternando, além das canções do álbum “RSTUVXZ” (2018), resgates de rock já gravados por ele (Fora de si, Televisão, Essa Mulher) e sambas (Alegria,Talismã, Só Solidão) emblemáticos da carreira.

Liniker e os Caramelows: Liniker é da nova geração do soul. Seu vozeirão é conhecido dos amantes da black music, MPB e samba. Sua postura, seu visual e suas letras são símbolos claros de suas lutas. É impossível não ver questionamentos profundos a cada novo trabalho da Liniker.

No palco, a voz potente da vocalista Liniker Barros conta com sua banda os Caramelows: Renata Éssis no backing vocal, Rafael Barone no baixo, William Zaharanszki na guitarra, Márcio Bortoloti no trompete e Pericles Zuanon na bateria.

Luedji Luna: Cantora e compositora baiana, Luedji Luna lançou seu primeiro disco, Um Corpo no Mundo, em 2017. O álbum reúne diferentes sonoridades como MPB, samba, ritmos africanos, batuque baiano, e jazz, com letras que abordam temas sociais, principalmente no que se refere à identidade afro-brasileira.

Johnny Hooker: O cantor e compositor recifense faz uma mistura azeitada dos ritmos brasileiros, como samba, brega, frevo, guitarrada e axé, em seu álbum “Coração” (2017).

Na estrada há mais de dez anos, o músico ganhou a atenção nacional em 2015, com o disco “Eu vou fazer uma macumba pra te amarrar, maldito!, que rendeu a Johnny o seu primeiro troféu  no Prêmio da Música Brasileira, na categoria de “melhor cantor”.

Em 2019, foi nomeado campeão da igualdade da campanha da ONU Livres & Iguais no Brasil, o título é conferido às pessoas que apoiam oficialmente a iniciativa das Nações Unidas pela igualdade de direitos e tratamento justo da população LGBTI.

Hotelo: Formado em 2012, o Hotelo é Deco Martins (voz), Conrado Banks (baixo), Julio Pettermann (guitarra), Tito Caviaglia (guitarra) e Gui Piccardi (bateria). A diversidade do grupo é o que torna o seu som tão atrativo, conseguindo atingir várias tribos.

Dre Guazzelli: O DJ e produtor atua há 16 anos dentro e fora do Brasil, tocando em locais como Ibiza, Mônaco, Suíça e Áustria. Como artista, Dre reúne todas as experiências e deposita sua inspiraçãoo na música eletrônica, com criações que fascinam fãs espalhados nos mais diversos países.

Pocket show Maria Gadú no Lounge Itaipava: Na sua apresentação, a artista irá reviver e compartilhar músicas que ficaram fortemente marcadas em sua trajetória. Canções como “Bela Flor”, “João de Barro” e “Shimbalaiê” serão algumas das exploradas, nesse dia.

Serviços: 

Atrações:

Anavitótia

Arnaldo Antunes

Liniker e os Caramelows

Luedji Luna

Johnny Hooker

Hotelo

Dre Guazzelli

Pocket show Maria Gadú no lounge Itaipava

Horário: 12h às 23h
Local: Memorial da América Latina

Abertura do local: 12h
Endereço: Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 – Barra Funda

Público Estimado: 8.000 pessoas
Ingresso: Entre R$ 50 e R$ 100
Site para venda de ingressos: www.ticket360.com.br/evento/10778/nomade-festival-com-anavitoria?fbclid=IwAR1N-WNBUoNVTwIv6z-feeBzBOG18SkgPTwxpv4yvvGsABdmqm7Z7HcRwic

Classificação etária: 16 anos
Acesso para pessoas portadoras de necessidades especiais e cadeirantes.