Especializada em samba, rádio online vem ganhando espaço e conquistando cada dia mais ouvintes

Foto Olho Mágico do Samba/Claudinho Afonso, Cris Molina, Claudinha Alexandre e Claudinho Luiz

São Paulo –  O ano de 2019 terminou com resultados positivos para a BR Brazil Show e, se depender da plataforma digital, 2020 será o ano do samba. A expectativa animadora não é por menos. Com pouco mais de um ano de operação, a BRZ já está com mais de 29 milhões de acessos; possui um estúdio montado dentro do maior bar temático da cidade de São Paulo; realizou em parceria com o Inovabra um Fórum sobre samba e mídias digitais; e encerrou 2019 com a projeção de novos negócios para este ano.

Atualmente a marca tem como parceiros: O Pasquim Bar e Prosa, FS Representações, Ebony Semi-joias, AIG Guarulhos e a cerveja AMSTEL, patrocinadora exclusiva do estúdio instalado no Bar Samba, na Vila Madalena, que é o principal investidor do projeto.

A ideia de estrear o primeiro estúdio rádio samba bar na comemoração do primeiro aniversário, em outubro, atendeu a estratégia de reposicionamento de mercado. Além do ineditismo, a rádio online, que possui um aplicativo, ganhou personalidade dentro da plataforma e passou a ser identificada como BRZ, a digital do samba.

 

A criadora da plataforma, jornalista e radialista Claudinha Alexandre, que se tornou voz conhecida desde a época do pagode 90, diz que há mais de um ano tem trabalhado “de olho” em todas as possibilidades que o universo das novas tecnologias oferece,  “principalmente porque há ainda muito que se explorar quando o assunto é samba”.

Desde sua criação, a BRZ conquistou pouco mais de 29 milhões de acessos em seu site (www.brbrazilshow.com.br). A Informação é da plataforma SimilarWeb, ferramenta que avalia o tráfego de sites e apresenta rankings mundiais e nacionais.

Para a radialista, jornalista e idealizadora da BRZ, Claudia Alexandre, o dado é uma surpresa agradável e comprova que o samba não só deve estar inserido no universo digital como ganhar força através das plataformas. “Temos ouvintes do mundo inteiro e recebemos mensagens de pessoas do Japão, Inglaterra, França, Estados Unidos, Canadá, Uruguai, Paraguai, Chile e de vários Estados brasileiros”, contou.

Os números também vão de encontro aos dados de uma pesquisa realizada recentemente pela agência Hello Research, que aponta que 24% dos brasileiros que ouvem música todos os dias, preferem o samba. A pesquisa também apurou que o samba/pagode é mais consumido por pessoas até 44 anos, que ouvem mais músicas no smartphone do que no rádio e se rendem menos a outros gêneros musicais.

“O samba é um movimento de resistência e é a maior representação da nossa cultura popular; por isso, é importante que ele esteja em evidência e merece ser levado para o mundo todo”, disse a jornalista, que é especialista em Ciência da Religião e trabalha com o samba há mais de 30 anos. “Esses dados da SimilarWeb e da pesquisa da Hello Research são fundamentais para que sambistas entendam a necessidade de se inserirem nas plataformas digitais e fazerem cada vez mais uso dessas mídias para promoverem seus trabalhos”.

Outro dado interessante foi o apresentado pela 19a. Pesquisa Global de Entretenimento e Mídia 2018-2020, que analisou os gastos dos consumidores e anunciantes em 15 segmentos de entretenimento e mídia, em 53 países. No Brasil, o gasto total deve crescer 5,3% ao ano até 2022, mas com diferenças acentuadas em segmentos. De acordo com a pesquisa, em 2017, 37% dos gastos do consumidor com E&M foram destinados a acesso à internet; em 2022, serão mais de 50%. Os dados apontam ainda que os gastos nas plataformas digitais apresentaram crescimento mais acelerado que as demais; e a publicidade digital saltaram de 23% em 2017, para 31% do total da publicidade em 2022.

Claudinha, como é conhecida pelos sambistas, também fala sobre a necessidade das empresas investirem nessas plataformas. “O público consome samba e pagode. Haja visto o sucesso de várias rodas de samba que vemos atualmente, como o Quintal da Xika e o Quintal dos Prettos, que levam centenas de pessoas todos os meses para seus eventos, e de bares em bairros boêmios de São Paulo, como Vila Madalena, Jardins e Pinheiros, com grupos que tocam sucessos antigos e mostram trabalhos autorais muito bons”, disse. “Se as empresas querem conversar com esse público, devem investir no samba e valorizar essa cultura”, concluiu.

O estúdio da rádio está localizado dentro do Bar Samba, que fica no coração da Vila Madalena (Rua Fradique Coutinho, 1007). A proposta, segundo Claudinha, é dar ainda mais dinamismo à programação e estar em um espaço que é a cara do samba brasileiro. “Esse lugar também tem o DNA do samba e é ideal para a nossa nova programação”, disse Claudinha.

Sobre a BRZ – BR Brazil Show, a digital do samba

A BR Brazil Show chegou ao mercado no dia 04 de setembro de 2018 como um novo hub de comunicação e entretenimento, com foco na música brasileira, em especial o samba e com canais de TV e rádio on-line, aplicativo, mídias sociais, produtora e distribuidora de conteúdos também para outras emissoras no Brasil e em outros países, como Angola, Miami e Portugal. São 24 horas de programação.

Através de sua rede, a BRZ também atua nas áreas de jornalismo, agenciamento artístico, produção de eventos e materiais audiovisuais, além de representação comercial e produtos para a criação de branded-content.

O aplicativo está disponível para Android e iOS e quem quiser, também pode acompanhar pelo site www.brbrazilshow.com.br.

AMSTEL, a cerveja oficial da BRZ – BR Brazil Show, a digital do samba

 

A equipe:

Âncora – Claudinha Alexandre

Beto Labinas – As Melhores da BR

Claudinha Alexandre – Papo de Bamba

Claudinho Luiz – Baú do Nego Véio

Claudio Afonso – Samba Bar

Cris Molina – Sacode Geral

Produção geral – Cris Molina

Produção musical – Claudinho Luiz

Assistente de Produção – Camila Alexandre

Comercial e administrativo – Mirian Ribeiro

 

Serviço

 

BRZ – BR Brazil Show, a digital do samba
www.brbrazilshow.com.br
producao@brbrazilshow.com.br
Comercial: (11) 99802-5857
Âncora: Claudinha Alexandre
Locutores: Beto Labinas, Claudinha Alexandre, Claudinho Luiz, Claudio Afonso e Cris Molina
Produtor Musical: Claudinho Luiz
Produção Geral: Cris Molina
Assistente de Produção: Camila Alexandre
Assessoria de Imprensa: Central de Comunicação

11 97970-8822 – brbrazilshow@gmail.com